Deixe seus dados que entraremos em contato



BRASÍLIA/DF

SAUS, Quadra 5 | Bloco N | Lote 2 | 10º andar Tel.: +55 (61) 3208-1155

SÃO PAULO/SP

Rua Estados Unidos 367, Jardim Paulista | Tel.: +55 (11) 2050-2410

Live: o fenômeno da quarentena

Postado por em , , , , , ,

Redes sociais

A pandemia de Covid-19 colocou todo mundo em casa. A facilidade de contágio pelo coronavírus nos tirou completamente da nossa rotina e estabeleceu uma prática quase universal: o isolamento social. Com isso, os shows, os concertos, as apresentações em bares e quaisquer outros eventos que provoquem a aglomeração de pessoas estão proibidos, sem previsão de retorno à normalidade. Nos resta, então, a internet, e tudo o que ela abrange.

É incrível observar como o ser humano aproveita os tempos de crise para inventar coisas novas ou reformular antigas. Nesta quarentena, tivemos muita criatividade aflorando e ideias incríveis sendo divulgadas por meio da internet, a nossa maior parceira em tempos de isolamento. As transmissões ao vivo, mais conhecidas como lives, não são uma grande novidade, pois já estávamos acostumados a assistir a uma aqui e outra ali. Grandes personalidades, artistas, bandas, etc., usavam plataformas como o Instagram e o YouTube para divulgar seus trabalhos, anunciar novidades ou até mesmo ter conversas mais pessoais com seus seguidores.

A quarentena, porém, mudou isso radicalmente. Agora as lives não são para serem vistas de vez em quando, caso haja disponibilidade. Existe um verdadeiro compromisso com o evento, a data da sua transmissão é marcada na agenda. De repente, não se trata mais de apenas uma conversa entre um cantor e seus fãs: hoje ele faz um show bem produzido, que você assiste do seu sofá.   

De acordo com o site Business Insider, o Instagram registrou um aumento de 70% na adesão às lives, tanto no que toca ao número de transmissões quanto ao número de consumidores, o que fez a rede social liberar o acesso para computadores. No Brasil, esse aumento na audiência chegou a 50%. Em decorrência da grande demanda, a rede social anunciou a implementação de uma nova função, voltada para as lives, que permite que os usuários assistam e comentem ao mesmo tempo, pelo celular ou pela versão web. Isso indica o quanto os shows em casa têm tomado espaço na vida das pessoas.

De acordo com a ferramenta Google Trends, no YouTube foi notado um aumento no interesse dos usuários pelo termo “live” nas pesquisas. “Também percebemos que muitos criadores e artistas têm nos procurado para saber como podem fazer lives, e também como participar da campanha #FiqueEmCasaComigo, uma iniciativa do YouTube para estimular que as pessoas que podem, fiquem em casa neste momento” comentou a Diretora do YouTube Brasil, Patricia Muratori.

Marília Mendonça usou a sala de seu apartamento, um par de chinelos e uma câmera para cantar para mais de 3,3 milhões de pessoas ao mesmo tempo. Já o DJ número um do Brasil, Alok, fez parceria com a Rede Globo e trouxe para a sua live uma superprodução em sua cobertura, com direito a fogos de artifício.

Mas não são só os artistas que estão fazendo transmissões pela internet. A personal trainer Carla Pinheiro reinventou suas aulas com vídeos ao vivo e lojas como a Twenty Four Seven, de moda feminina, aproveitam as transmissões para mostrar às clientes seus diferentes looks, buscando compensar os prejuízos causados pela crise. Em meio ao cenário nacional na Itália, o Papa Francisco transmitiu a tradicional missa de Páscoa; no Reino Unido, a companhia de balé English National Ballet transmite suas aulas, ao vivo, no YouTube; e nos Estados Unidos, o Zoológico da Filadélfia tem feito interações em tempo real, no Facebook, para falar sobre os animais e responder a perguntas do público.

A proporção que isso tomou é tão grande que, enquanto algumas pessoas aproveitam as lives de seus usuários preferidos, outras reclamam que alguns artistas ainda não fizeram suas transmissões ou que o número de lives acontecendo todos os dias está baixo. A verdade é que os shows ao vivo são um fenômeno que tem marcado a quarentena e transformado o relacionamento entre as pessoas. Por isso, é certo que quando tudo passar, eles não poderão ser deixados de lado.   

CONTATOS

Brasília/DF
SAUS, Quadra 5 | Bloco N | Lote 2 | 10.º andar
São Paulo/SP
Rua Estados Unidos 367, Jardim Paulista